Governo ataca preços dos combustíveis nos postos com “mecanismo” de contenção

Executivo regula variações de preços. Entidade que gere reservas dos produtos petrolíferos diz que margens dos comercializadores aumentaram na pandemia.

Foto
O Governo rejeita que a subida dos preços dos combustíveis se deva à carga fiscal Nuno Ferreira Santos

No mesmo dia em que a Entidade Nacional para o Sector Energético (ENSE) publicou um estudo a dar conta de que as margens dos vendedores de combustíveis aumentaram durante a pandemia, o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, anunciou que o Governo preparou um decreto-lei que lhe permitirá “actuar sobre as margens de comercialização”, para que os preços desçam de forma proporcional quando os valores de referência baixam, e não subam de forma excessiva quando os preços de referência aumentam.