Se encontrares um andorinhão no chão, recolhe-o. Ele precisa de ajuda

O andorinhão é uma ave pequena, escura, comum na cidade de Lisboa. Se estiver pousado no chão, não conseguirá alimentar-se sozinho. Recolhe-o e entrega-o num centro de recuperação de animais silvestres, apela a CML.

Foto
Câmara Municipal de Lisboa

O andorinhão é um pássaro pequeno, escuro, comum na cidade de Lisboa, mas pode revelar-se frágil. Quando cai e fica pousado no chão, é incapaz de se alimentar sozinho, por ser uma espécie que caça insectos em voo.

A Câmara Municipal de Lisboa pede a quem os encontre pousados que os recolha e entregue no Centro de Recuperação de Animais Silvestres, no Parque Florestal de Monsanto, onde técnicos especializados poderão avaliar o seu estado de saúde.

Até chegar a um centro de recuperação de fauna selvagem, a ave deve ser mantida numa caixa arejada, bem fechada, e num local tranquilo.

“A queda de um andorinhão ao chão é sempre traumática, seja juvenil (os ninhos são altos) ou adulto (também voam alto e muito rápido), podendo exigir algum tempo e outros cuidados para recuperar”, explica a CML através de uma publicação na sua página de Facebook.

Caso o andorinhão esteja frio, podes colocar dentro da caixa de transporte um saco de água quente. Atenção: é importante não forçar alimentos nem água, pois o animal pode “não conseguir engolir e asfixiar”. A água deve apenas ser oferecida em gotículas, no exterior do bico.

A entrega de animais silvestres a precisar de cuidados pode ser feita durante a semana, das 9h às 17h no Centro de Interpretação de Monsanto. No horário nocturno pode ser contactada a polícia municipal. Caso não seja possível recolher o animal ou deslocar-se a um centro de recuperação, poderá contactar o Programa de Defesa Animal da PSP, a linha SOS Ambiente da GNR ou o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas.