Festival Altitudo: histórias de comidas da montanha, da cherovia à vaca jarmelista

A chanfana transformou-se em “cabra no pão” e o cabrito em salsicha. Três dezenas de chefs estiveram na Guarda para celebrar a cozinha de altitude – a de Portugal, claro, mas com ligações ao Peru e a Itália.

guarda,alimentacao,gastronomia,vinho,fugas,turismo,
Fotogaleria
Pedro Oliveira e Joana Godinho apresentaram a "cabra no pão" Gonçalo Villaverde
guarda,alimentacao,gastronomia,vinho,fugas,turismo,
Fotogaleria
Napoleão Valente do Pabe Gonçalo Villaverde
guarda,alimentacao,gastronomia,vinho,fugas,turismo,
Fotogaleria
António Nobre e o seu gaspacho Gonçalo Villaverde
guarda,alimentacao,gastronomia,vinho,fugas,turismo,
Fotogaleria
Brioche com carne de ovelha bordaleira de leite, feita em brasas de rosmaninho, com queijo da Serra e pêssego avinagrado de David Jesus e Sandra Freitas Gonçalo Villaverde
guarda,alimentacao,gastronomia,vinho,fugas,turismo,
Fotogaleria
Gonçalo Villaverde
guarda,alimentacao,gastronomia,vinho,fugas,turismo,
Fotogaleria
Gonçalo Villaverde
Churrasco
Fotogaleria
Gonçalo Villaverde

Trutas que nadam nas águas frescas na serra, cabras também serranas, queijo, ervas da montanha, vaca jarmelista, cherovia, ajíes peruanos e histórias de pastores na Itália dos anos de 1960 – os chefs, nacionais e internacionais, convidados para o Altitudo, o festival de comida de montanha que aconteceu nos dias 3 e 4 de Julho na Guarda (integrado no projecto Arrebita Portugal, pela Amuse Bouche), trouxeram pratos inspirados por esses produtos e receitas que nasceram mais perto do céu.