Vinha, o novo hotel de luxo de Gaia está cheio de vistas panorâmicas

Tem os olhos no rio Douro, o Porto ali ao lado e muitas estrelas no coração. Cinco, na verdade, as do Vinha Boutique Hotel, que transformou a antiga (e senhorial) Quinta Fonte da Vinha, em Vila Nova de Gaia, num moderno (e exclusivo) pequeno oásis de luxo.

vila-nova-gaia,gastronomia,douro,fugas,porto,turismo,
Fotogaleria
DR
vila-nova-gaia,gastronomia,douro,fugas,porto,turismo,
Fotogaleria
DR
vila-nova-gaia,gastronomia,douro,fugas,porto,turismo,
Fotogaleria
DR
vila-nova-gaia,gastronomia,douro,fugas,porto,turismo,
Fotogaleria
DR
Vinha Boutique Hotel
Fotogaleria
DR
vila-nova-gaia,gastronomia,douro,fugas,porto,turismo,
Fotogaleria
DR
vila-nova-gaia,gastronomia,douro,fugas,porto,turismo,
Fotogaleria
DR

O director-geral, Miguel Archer Pulido, não teme colocar a fasquia bem alta: “O hotel irá certamente atrair consumidores do luxo, exigentes e com muita cultura, que viajam pelo mundo fora em busca de estadias que lhes permitam viver experiências únicas em hotéis desta natureza”, lê-se em comunicado. O hotel é o Vinha Boutique Hotel que abriu a 15 de Junho em Oliveira do Douro (Vila Nova de Gaia) fazendo do luxo o seu santo-e-senha. No comunicado, destacam-se o spa com assinatura da Sisley Paris (o primeiro no Norte do país), os quartos e suítes inspirados em marcas de moda famosas, as amenities Jo Malone, a cozinha feita de produtos endógenos - e tudo entre 3,5 hectares de jardins, lagos e bosque e 200 metros de frente de rio, cais privativo incluído.

São 38 quartos e suítes que se distribuem entre dois edifícios, o “original”, quinhentista, e outro construído de raiz, que “reinterpreta os elegantes socalcos” das encostas durienses. Metade desses quartos têm “conceito criativo” emanado de marcas como Ralph Lauren, Hermès, Missoni, Etro e Christian Lacroix, os restantes, designados como “quartos vinha”, têm “uma decoração de interiores comum entre eles”. Num futuro não muito longínquo, prevê-se o alargamento da oferta com a construção de bungalows ecológicos junto ao bosque da propriedade.

Foto
DR

É na antiga casa senhorial que o Vinha Boutique Hotel tem o seu centro nevrálgico - além de dois pisos com quartos, encontram-se aqui as suas principais valências. Desde logo, o Vinha Restaurante, onde o chef executivo Renato Cunha (do restaurante Ferrugem, em Famalicão) dá vida a uma “filosofia de sabores autênticos” ancorados no terroir atravessado pelo rio Douro. E que se estende ao exterior, com experiências como “cozinha de fogo de chão, em potes de ferro fundido antigos” ou “piqueniques Vinha” (nos jardins do hotel, mas disponíveis também para não hóspedes). Mas, na verdade, a gastronomia do Vinha Boutique Hotel não fica apenas reservada ao restaurante - no bar Reserva, no mesmo edifício, o chef liberta-se de formalidades e deixa-se contagiar pela gastronomia internacional em ambiente mais relaxado. Onde também se podem desfrutar cocktails (dos clássicos aos de assinatura), vinho a copo, chás, infusões, kombuchas e sumos naturais de frutos, entre outros - num espaço que se divide entre o interior e uma esplanada com vista para o rio e jardins.

Foto
DR

Também o Sisley Paris Spa se instala na “casa”, em 500 m2 que se dividem entre piscina interior, vitality pool, duche Vichy, sauna, banho turco, fonte de gelo, duche sensações. Há ainda espaço para três salas de tratamentos, zona de relaxamento, um ginásio e uma loja de venda de produtos da marca parisiense. Porém, o spa não se restringe ao interior e avança para as chamadas “nature rooms”, que são salas de tratamento no exterior, novamente com vistas panorâmicas - as mesmas da piscina exterior, defronte para o Douro, com bar e esplanada.

Não só se olha para as vistas no Vinha Boutique Hotel: aqui, alugam-se bicicletas para que os hóspedes se aventurem pela zona ribeirinha de Gaia munidos de um roteiro que os conduz até ao Porto, e proporcionam-se serviços/programas de passeios de barco no rio a partir do seu próprio cais.