Biden ordena retirada do Afeganistão para não entrar num beco sem saída

Presidente dos EUA diz que a manutenção da presença militar norte-americana “não era uma opção” depois do acordo assinado entre a Administração Trump e os taliban, em 2020. Retirada fica completa até 31 de Agosto.

Foto
O Presidente dos EUA disse que não vai enviar "mais uma geração" para a guerra TOM BRENNER / POOL

Seis dias depois do abandono norte-americano da base de Bagram, no Afeganistão, que aconteceu durante a noite e apanhou de surpresa os soldados afegãos, os Estados Unidos vieram explicar as razões da saída e também os seus planos para um país que pode estar prestes a mergulhar, mais uma vez, numa guerra civil.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários