Sindicatos prometem lutar contra o despedimento colectivo na TAP

Pilotos dizem que “paz social” está a ser posta em causa e dizem que processo é “ilegal”, técnicos de manutenção falam em acabar com o acordo de emergência, o que fará aumentar despedimento, tripulantes garantem apoio judicial a quem quiser impugnar decisão, e pessoal de terra diz que equaciona todas as medidas possíveis.

Foto
Transportadora aérea é controlada pelo Estado Reuters/Regis Duvignau

O anúncio do despedimento colectivo na TAP, que visa 124 trabalhadores da empresa estatal, já está a provocar reacções nos sindicatos, com o Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) a considerar a que o despedimento colectivo “é ilegal e injusto e põe em causa a paz social”.