BCE muda meta da inflação para simplesmente 2%

Entidade liderada por Christine Lagarde passa a mensagem de que se preocupa tanto com a inflação demasiado baixa, como com a inflação demasiado alta, deixando claro que, nesta fase, até pode tolerar uma subida do indicador que seja temporária e moderada.

Foto
Christine Lagarde, presidente do Banco Central Europeu LUSA/ECB HANDOUT

O Banco Central Europeu (BCE) decidiu rever o seu objectivo para a inflação para 2%, procurando dar um sinal aos mercados de que se preocupa tanto com uma variação dos preços demasiado alta, como demasiado baixa. A autoridade monetária prometeu ainda que o aquecimento global vai passar a ser um factor a considerar nas suas decisões de política.