Ciberataque atribuído a russos paralisa 200 empresas nos EUA

Uso continuado de ransomware contra alvos norte-americanos sugere que pedido de ajuda de Biden a Putin continua sem resultados.

Foto
LUSA/RITCHIE B. TONGO (arquivo)

Um mês depois de o Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, ter pedido ao seu homólogo russo, Vladimir Putin, ajuda para delimitar áreas críticas que devem ser isoladas de possíveis ciberataques, um novo incidente com ransomware atinge uma empresa tecnológica da Florida. A Kaseya tem cerca de 40 mil clientes empresariais em todo o mundo, mas as informações disponíveis até ao momento apontam que cerca de 200 empresas terão sido afectadas, maioritariamente clientes norte-americanos.