Inspecções do fisco caíram 45% por causa da pandemia

Autoridade tributária fez menos 59 mil controlos. Para contornar as restrições, a área de inspecção apostou mais nas verificações e menos em acções preventivas.

Foto
Serviços centrais da inspecção tributária da AT, em Lisboa Pedro Fazeres

A pandemia forçou a administração fiscal a abrandar o ritmo das inspecções tributárias, em especial as fiscalizações no terreno com objectivos preventivos e de apoio aos contribuintes. O número de acções inspectivas recuou 45% de 2019 para 2020, ao passar de 130,8 mil para 71,7 mil.

Sugerir correcção
Comentar