O trauma das crianças no conflito em Cabo Delgado: “Milton chorou durante dois dias”

Organização Save The Children diz que há necessidade de apoio urgente para as crianças deslocadas e que o programa internacional de resposta para a província moçambicana só está financiado a 13%.

Foto
Rastreio de saúde mental e apoio psicossocial aos deslocados pelos técnicos da ONG portuguesa Helpo em Silva Macua, Cabo Delgado Paulo Pimenta

As crianças deslocadas pela violência por causa dos ataques de grupos jihadistas na província Cabo Delgado, Norte de Moçambique, mostram sinais do trauma pelo que passaram, incluindo recusarem-se a comer ou brincar, disse quarta-feira a organização não-governamental (ONG) Save the Children.

Sugerir correcção
Comentar