Covid-19: há mais de 100 artigos científicos invalidados ou corrigidos

O projecto Retraction Watch apresenta uma lista de 116 artigos científicos sobre covid-19 invalidados pelos mais variados motivos. Na mesma base de dados, Portugal tem 82 publicações que foram alvo de retractação, mas (ainda) nenhum é sobre o coronavírus.

Foto
O coronavírus SARS-CoV-2 a amarelo na superfície das céluas (rosa e azul) NIAID-RML/ REUTERS

Desde artigos que associaram a tecnologia 5G à indução de coronavírus em células da pele até uma investigação que concluía que a vitamina D reduzia em 80% os internamentos em cuidados intensivos e em 60% as mortes relacionadas com covid-19. Há um pouco de tudo na lista exclusivamente dedicada aos artigos sobre o SARS-CoV-2 do projecto Retraction Watch. Ali encontramos 116 artigos sobre covid-19 que foram corrigidos ou invalidados num processo de avaliação e que as revistas assinalam como tendo sido alvo de uma retractação. O número não é impressionante quando sabemos que já foram publicados mais de 400 mil artigos sobre o tema, mas os responsáveis admitem que muitas investigações escaparam ao escrutínio dos especialistas e também sublinham que por vezes “derrubar” um artigo pode demorar anos.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários