Com Sevilha no vermelho, Marcelo sai em socorro de Ferro e dos apelos à deslocação massiva

Andaluzia está a vermelho no mapa do Centro Europeu para a Prevenção da Doença. Ferro Rodrigues pediu aos portugueses que se desloquem “de forma massiva para o Sul de Espanha e que possam apoiar uma grande vitória de Portugal nos oitavos de final”.

pglobal,eduardo-ferro-rodrigues,presidente-republica,marcelo-rebelo-sousa,saude,politica,
Fotogaleria
pglobal,eduardo-ferro-rodrigues,presidente-republica,marcelo-rebelo-sousa,saude,politica,
Fotogaleria
Marcelo Rebelo de Sousa saiu em defesa de Ferro Rodrigues que desafiou os portugueses a irem a Sevilha apoiar a selecção LUSA/TIAGO PETINGA

Menos de 24 horas depois do apelo de Eduardo Ferro Rodrigues, presidente da Assembleia da República, para que os portugueses se “desloquem de forma massiva” a Sevilha, de modo a apoiar a selecção nacional, o Centro Europeu de Controlo das Doenças (ECDC, na sigla em inglês) divulgou os dados mais recentes sobre a situação da pandemia na Europa. O mapa actualizado nesta quinta-feira é claro: a região da Andaluzia (onde se encontra Sevilha) é uma das que se estão no “vermelho” no chamado “indicador combinado”, que junta uma elevada incidência da covid-19 (entre 75 e 200 novos casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias) e uma elevada taxa de positividade, de 4% ou mais.