Dirigentes catalães indultados reivindicam amnistia e independência à saída da prisão

Líderes políticos e dezenas de apoiantes assistiram ao momento da libertação dos nove condenados do procés, que lhes garantiram que vão continuar a lutar pelo perdão total dos crimes que lhes foram imputados e pelo “direito à autodeterminação” da Catalunha.

independentismo-catalunha,catalunha,mundo,justica,espanha,europa,
Fotogaleria
Junqueras, Sànchez, Cuixart, Forn, Rull, Turull e Cuixart prometeram continuar a lutar pelo independentismo ALBERT GEA/Reuters
independentismo-catalunha,catalunha,mundo,justica,espanha,europa,
Fotogaleria
Dolors Bassa foi recebida em festa à saída da prisão de Puig de les Basses (Figueres) David Borrat/EPA
independentismo-catalunha,catalunha,mundo,justica,espanha,europa,
Fotogaleria
Carme Forcadell (ao centro, vestida de amarelo) não escondeu a emoção ao falar aos seus apoiantes Andreu Dalmau/EPA
independentismo-catalunha,catalunha,mundo,justica,espanha,europa,
Fotogaleria
Dirigentes catalães exibiram bandeira independentista e cartaz onde se lia "Liberdade para a Catalunha" ALBERT GEA/Reuters

“Continuaremos a lutar pela independência, pelo fim da repressão e pela amnistia”, resumiu, desta forma simples, o antigo conselheiro do governo da Catalunha para o Interior, Joaquim Forn, um dos condenados do processo independentista catalão que, na sequência dos indultos concedidos pelo Governo de Espanha, saiu esta quarta-feira em liberdade, depois de mais de três anos na prisão.