Nova associação empresarial quer equilibrar rigor académico com “pragmatismo do mundo dos negócios”

Líderes de 42 das maiores empresas a actuar em Portugal comprometem-se a contribuir de forma activa para o crescimento de Portugal. A Associação Business Roundtable Portugal arranca com os presidentes do grupo Mello, da Sonae e da Corticeira Amorim a dar a cara (e as suas empresas) para o teste ao crescimento que o país necessita.

Foto
Cláudia Azevedo, Vasco Mello e António Rios Amorim DANIEL ROCHA

Há uma nova associação de empresários que não se quer substituir a confederações e associações patronais nem alterar a forma como se faz e se discute na concertação social. Mas quer “participar activamente” no contributo para o crescimento económico do país, e apresentar medidas concretas, pragmáticas e replicáveis, para que “as pequenas e médias empresas se tornem grandes, e as grandes empresas se tornem globais”.

Sugerir correcção
Ler 10 comentários