Circulação condicionada em várias artérias junto à AR no domingo e na 2.ª feira

A concentração foi marcada pelo Movimento Zero e tem como lema “Hora de Agir - Unidos Somos a Tempestade que os Atormenta!”.

Foto
Manifestação de polícias em 2013 Tiago Machado

A PSP informou neste sábado que a circulação em várias artérias de Lisboa vai estar condicionada já no domingo, devido a uma manifestação de elementos das forças de segurança marcada para segunda-feira de manhã.

Em comunicado, o comando metropolitano de Lisboa da PSP indica que o protesto está marcado para começar às 11h, em frente à Assembleia da República, o que obrigará à aplicação de algumas restrições ao tráfego rodoviário já a partir de domingo.

Assim, a partir de domingo, vai ser feito o levantamento e a reserva de estacionamento na rua de São Bento, em ambas as laterais do edifício da Assembleia da República, na rua Correia Garção, na Calçada da Estrela, desde o cruzamento com a Rua Miguel Lupi até à Rua D. Carlos I, e também em ambas as laterais da rua da Imprensa à Estrela, desde a Calçada da Estrela até ao n.º 51.

Na segunda-feira, a PSP adianta que, a partir das 10h30, poderá ser condicionada a circulação na Calçada da Estrela - entre a bifurcação com a Rua D. Carlos e o cruzamento com a Rua da Imprensa à Estrela, na Rua da Imprensa à Estrela, desde o cruzamento com a Calçada da Estrela até à Rua de Santo Amaro, e na Rua de São Bento, desde a Rua Nova da Piedade até à Calçada Correia Garção.

A concentração foi marcada pelo Movimento Zero e tem como lema “Hora de Agir - Unidos Somos a Tempestade que os Atormenta!”, pela actualização dos índices remuneratórios das tabelas salariais nas forças de segurança e atribuição a todos os polícias de um subsídio de risco.

O Movimento Zero é um grupo inorgânico que surgiu nas redes sociais e agrega elementos da PSP e da GNR.