A única certeza sobre o fim do terminal da Bobadela é que os custos logísticos e ambientais vão aumentar

Transitários, transportadores, armadores e operadores portuários estão preocupados com as incertezas sobre a localização do futuro terminal logístico de Lisboa.

Foto
Rui Gaudencio

A decisão do governo em “limpar” os contentores da Bobadela a pretexto das Jornadas Mundiais da Juventude, que vão realizar-se junto à foz do rio Trancão em 2023, e a incerteza sobre a futura localização do grande terminal rodo-ferroviário de Lisboa, estão a deixar nervosos os players da logística, que temem uma solução prejudicial ao sector.