A fotografia tridimensional de Carlos Relvas já está (quase) toda num lugar

As fotografias estereoscópicas do amateur da Golegã sempre circularam entre coleccionadores, mas faltava quem as estudasse e reunisse: Carlos Relvas – Stereo Raisonné é lançado hoje. Catálogo online junta espólios de dez coleccionadores públicos e privados.

Foto

Era uma oliveira com um tronco de sete metros e meio de circunferência e uma base de dez. Um colosso de árvore que parece plantada ali desde sempre e que para sempre dará fruto. Um gigante que impressionou de tal maneira o fotógrafo-agricultor Carlos Relvas (1838-1894) ao ponto de o fazer anotar no verso do cartão estereoscópico desta maravilha da natureza uma das medidas da sua presença na planície da Quinta da Barroca, Torres Novas.