Polícias trocavam passes por dinheiro. Chefe de gabinete do director da PSP não sabe se norma anterior o proibia

Há 271 arguidos acusados neste processo que começou com uma notícia do PÚBLICO dando conta do esquema fraudulento. Fase de instrução começou nesta quarta-feira.

Foto
Rui Gaudencio

Manuel Domingos Antunes Dias, antigo comandante do Comando da PSP de Setúbal e actual superintendente e chefe de gabinete do director nacional da PSP, disse nesta quarta-feira em tribunal que não sabia se em 2014 e 2015 havia uma norma expressa escrita que proibia os agentes de trocar os passes por dinheiro.