Agradecer o que a terra nos dá

Um livro sobre um bolo de maçã, mas que podia ser sobre uma tarte de frutos silvestres ou uma sopa de legumes.

leitura,criancas,alimentacao,miudos,educacao,livros,
Fotogaleria
Genevieve Godbout
leitura,criancas,alimentacao,miudos,educacao,livros,
Fotogaleria
Genevieve Godbout
leitura,criancas,alimentacao,miudos,educacao,livros,
Fotogaleria
Capa de “O Bolo de Maçã”, edição da Fábula Genevieve Godbout

O que esta breve história, O Bolo de Maçã, nos transmite é a gratidão que devemos à terra e a todos os elementos que possibilitam que os alimentos cheguem à nossa mesa.

Dir-se-ia uma espécie de oração de agradecimento ao que, distraída e inconscientemente, damos por garantido diariamente.

A protagonista, de que não chegamos a saber o nome, num passeio pelo campo, vai recolhendo alguns dos ingredientes de que necessita para confeccionar o seu bolo: maçãs, ovos, mel, avelãs. À medida que avança, vai agradecendo à natureza o que ela lhe proporciona.

No entanto, não se esquece de dizer também “obrigada à chuva e ao sol dourado”, assim como “aos lavradores pelo trabalho esforçado”.

A beleza no interior do fruto

No final do livro, há uma receita de bolo de maçã, convidando a família a cozinhar em conjunto e não esquecendo indicações de segurança para a criança. Bonita a sugestão de observação, após o cortar da maçã em dois: “Aprecia como é bonita a estrela que se esconde no interior.”

Foto
Genevieve Godbout

A autora do texto, Dawn Casey, é americana e tem já vários livros publicados e premiados. Passeios e viagens são alguns dos catalisadores para as narrativas que escreve, a que se juntam os contos tradicionais e a contemplação do mundo natural. Já foi editora e professora do ensino básico. Actualmente, vive em Lewes, no Sussex (Reino Unido). Agora, Dawn Casey dedica-se em exclusivo à escrita de livros para a infância.

Numa entrevista à editora Floris Books, sobre a importância das histórias para as crianças, a escritora diz: “As histórias são para a alma como os alimentos são para o corpo. Assim como nutrimos o corpo dos nossos filhos com alimentos saudáveis para ajudá-los a crescer bem, também podemos dar-lhes histórias benéficas para alimentar os seus espíritos e favorecer o seu crescimento interior.”

Da animação para a ilustração

A ilustradora, Genevieve Godbout, nasceu e cresceu no Quebeque (Canadá). Depois de estudar animação, foi para Paris e depois para Londres, onde trabalhou durante sete anos. Voltou para Montreal em 2013 e tornou-se ilustradora a tempo inteiro.

Os seus materiais preferidos para ilustrar são os lápis de cor e pastéis suaves, sendo o seu traço facilmente identificável. O trabalho de Genevieve foi seleccionado para a Exposição Original da Sociedade de Ilustradores em 2017, 2018 e 2019 pelas obras Johnny Appleseed, Goodnight, Anne e O Bolo de Maçã.

Foto
Genevieve Godbout

Entre os seus clientes, encontra-se The Walt Disney Company, Tundra Books, Random House, Houghton Mifflin Harcourt, Harper Collins, Comme des Géants e La Pastèque.

Fica-nos também a vontade de dizer “obrigada, Dawn” e “obrigada, Genevieve”. As imagens ternas, quentes e com textura combinam bem com a leveza e sensibilidade do texto, fazendo deste livro um objecto bonito e doce. Como um bolo de maçã.

Mais artigos Letra Pequena e blogue Letra Pequena