Vale: inovação e sustentabilidade em revista, com o PÚBLICO

A edição de 19 de Junho do PÚBLICO traz a primeira edição da Vale, uma revista dedicada à inovação e à sustentabilidade, promovida pelo Município de Oeiras.

sustentabilidade,oeiras,publico,inovacao,saude,investigacao-cientifica,
Fotogaleria
sustentabilidade,oeiras,publico,inovacao,saude,investigacao-cientifica,
Fotogaleria
sustentabilidade,oeiras,publico,inovacao,saude,investigacao-cientifica,
Fotogaleria
sustentabilidade,oeiras,publico,inovacao,saude,investigacao-cientifica,
Fotogaleria
sustentabilidade,oeiras,publico,inovacao,saude,investigacao-cientifica,
Fotogaleria
sustentabilidade,oeiras,publico,inovacao,saude,investigacao-cientifica,
Fotogaleria
sustentabilidade,oeiras,publico,inovacao,saude,investigacao-cientifica,
Fotogaleria

Mais do que meros chavões quiméricos, inovação e sustentabilidade são peças-chave do nosso futuro. São ideias fortes que traduzem a ambição de modernidade, mas reflectem também uma forma de estar na vida, com atenção simultânea aos sinais de mudança e à noção de que esta só é válida se ocorrer em sintonia com o contexto que nos rodeia.

Inovação e sustentabilidade são os pilares da revista Vale, uma publicação produzida, editada e distribuída pelo PÚBLICO, promovida pelo Município de Oeiras. A escolha do território dentro do qual a Vale se desenrola não é fortuita. No ecossistema de inovação do Vale de Oeiras decorre uma amostra significativa da investigação de vanguarda a nível nacional (e não só), tanto no domínio da investigação científica – através de pólos de referência como o INIAV, o iBET, o ITQB, o Instituto Gulbenkian de Ciência e o Instituto Superior Técnico, entre outros – como na componente tecnológica, de que são exemplos parques empresariais como o Tagus Park e o Lagoas Park, e empresas globais como a PHC Software ou a Outsystems.

A sustentabilidade surge, sinal dos tempos, como uma extensão natural, inerente a qualquer esforço de inovação – inovar, hoje em dia, exige uma certa perspectiva de acautelar o futuro. Sustentabilidade é aqui entendida num âmbito mais vasto: não só da recuperação e conservação dos espaços naturais, mas também da promoção de estilos de vida saudáveis, da mobilidade suave, da disseminação de conhecimento, do esforço continuado de tornar as cidades mais inteligentes e humanas.

Também nesse contexto amplo, são vários os exemplos – de iniciativa municipal, de instituições científicas, do mundo empresarial, da cidadania activa – em curso no espaço geográfico que a revista Vale abrange. À cabeça, o ambicioso projecto “Uma Só Saúde”, que está a nascer no campus da Quinta do Marquês, juntando o INIAV, enquanto laboratório nacional de referência (que teve um contributo fundamental na validação dos kits de diagnóstico de covid-19), o ITQB e o iBET (onde foram criados os primeiros lotes de mRNA que originaram a vacina da Moderna contra o SARS-CoV2), em torno da perspectiva integrada denominada “one health” – medicina humana, saúde animal, sanidade vegetal e componente ambiental são partes interligadas de um todo.

É precisamente o projecto “Uma Só Saúde” que faz o principal destaque desta edição inaugural da revista Vale, publicada com a edição de 19 de Junho do PÚBLICO.