Governo brasileiro deixou a Pfizer sem resposta 81 vezes, diz senador

Jair Bolsonaro é acusado de pouco ter feito para promover a vacinação contra a covid-19. Presidente defende fim do uso de máscaras para pessoas imunizadas.

Foto
Bolsonaro quer que pessoas vacinadas ou infectadas com o vírus SARS-Cov-2 deixem de ser obrigadas a usar máscara ADRIANO MACHADO / Reuters

O Governo brasileiro recebeu 81 cartas da farmacêutica Pfizer com propostas de venda de vacinas contra a covid-19, contabilizou o senador Randolfe Rodrigues, vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a gestão da pandemia no Brasil.

Sugerir correcção
Ler 15 comentários