Secretário de Estado da Mobilidade é o candidato do PS ao Porto

António Costa escolhe Eduardo Pinheiro para disputar as eleições autárquicas com Rui Moreira

Foto
Rui Gaudencio

O secretário de Estado da Mobilidade, Eduardo Pinheiro, é o candidato do PS à Câmara Municipal do Porto, apurou o PÚBLICO. Eduardo Pinheiro tem experiência autárquica tendo sido presidente da Câmara de Matosinhos, agora liderada por Luísa Salgueiro.

 A saída de Eduardo Pinheiro vai obrigar o primeiro-ministro, António Costa, a substituir o secretário de Estado da Mobilidade.

A decisão de Costa de deixar o candidato do Porto para o fim incomodou o PS a Norte e levou a muitas especulações sobre quem seria o socialista que seria o rosto da candidatura à segunda autarquia do país. Em cima da mesa, chegaram a estar vários nomes como o de Manuel Pizarro, presidente da federação distrital do PS-Porto, José Luís Carneiro, secretário-geral-adjunto do PS, Tiago Barbosa Ribeiro, deputado e líder da concelhia. Mas a primeira opção do PS foi João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente e da Acção Climática.

Agora, António Costa foi buscar Eduardo Pinheiro ao Ministério do Ambiente, para o qual o convidou para secretário de Estado da Mobilidade do seu segundo Governo em Outubro de 2019.

Em Abril do ano passado, Eduardo Nuno Rodrigues e Pinheiro, de 42 anos, foi um dos cinco secretários de Estado que o Governo nomeou, ao abrigo do estado de emergência, para cumprirem a missão de coordenação regional do combate à pandemia causada pela covid-19.

A escolha do candidato ao Porto ameaçou abrir uma fractura grande no PS do Porto quando saíram as primeiras notícias a dizer que o secretário-geral socialista se inclinava para apostar em José Luís Carneiro, mas a distrital barrou desde o primeiro dia o nome do ex-presidente da Câmara de Baião. No sábado, na reunião do secretariado distrital, onde o tema foi largamente debatido, Manuel Pizarro sossegou os seus pares ao garantiu que José Luís Carneiro “nunca seria candidato ao Porto com o apoio da concelhia e da distrital”.

Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia e vice-presidente da federação distrital do PS-Porto, foi outro peso pesado do partido que recusou o nome de Carneiro. Entretanto, Tiago Barbosa Ribeiro anuncia que está fora da corrida para disputar as eleições autárquicas com Rui Moreira, uma decisão que foi muito criticada na reunião de sábado do secretariado distrital.

As relações entre António Costa e Manuel Pizarro há muito que arrefeceram o que colocava o eurodeputado socialista e vereador da Câmara do Porto fora da corrida autárquica até porque já foi duas vezes candidato e era preciso dar um sinal de renovação uma vez que Rui Moreira vai cumprir o seu último mandato como independente.

Foi com este pano de fundo que se começou a desenhar uma alternativa liderada por António Costa que acabou por deixar cair o seu braço direito e apostar num candidato com experiência autárquica. Eduardo Pinheiro foi vice-presidente de Guilherme Pinto na Câmara de Matosinhos. Quando Guilherme Pinto renunciou ao mandato por razões de saúde, Eduardo Pinheiro assume a partir de 1 de Fevereiro de 2017 as funções de presidente da autarquia matosinhense. Um mês antes assume a presidência da Assembleia Geral da Casa de Arquitectura - Centro Português de Arquitectura.

Entre Janeiro de 2017 e Maio de 2019 exerceu o cargo de presidente da Assembleia Geral do Metro do Porto e em Dezembro de 2018 foi eleito vice-presidente do Conselho de Administração da Agência de Energia do Porto.