O Taina Fest serviu música e contacto humano

Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta

Domingo de sol no Centro Cultural de Atletismo de Bonjóia, no Porto. Prato principal do Taina Fest: música. Sempre foi assim desde que o festival organizado pela Lovers & Lollypops arrancou há vários anos. Porém, sempre houve espaço para outras tainadas alternadas com concertos realizados ao mesmo tempo que se preparavam as brasas para o churrasco. A última tainada tinha sido no Círculo Católico dos Operários do Porto, pouco antes de a pandemia chegar a Portugal.

Desta vez, os comes e bebes eram o menos importante. Com a música no plano principal, o convívio também ganhou protagonismo. Esta edição, a 6 de Junho, serviu para sentir o sabor de um futuro em que o regresso aos concertos ao vivo e outro tipo de actividades de lazer e cultura com público aconteçam mais amiúde. 

Enquadrado na programação do Cultura em Expansão, actuaram, ao final da tarde de domingo, os Paisiel, os Jibóia e os DJ Ghetthoven e Ana Pacheco. A captar o momento esteve o fotojornalista Paulo Pimenta. ABV

Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Sugerir correcção