“A morte e a hospitalização de casos graves de pessoas vacinadas é extremamente rara”

A eventual vacinação dos adolescentes contra a covid-19 é um assunto “que deve ser ponderado por especialistas em ética”, defende o imunologista Luís Graça, que é membro da comissão de peritos da Direcção-Geral da Saúde que define o plano de vacinação nacional.

Foto
Luís Graça é imunologista e pertence à comissão técnica de vacinação da DGS Daniel Rocha

Mais de cinco meses após o arranque da campanha de vacinação contra a covid-19, o professor de imunologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa Luís Graça explica por que razão é que o plano inicial foi sofrendo alterações e por que motivo é que a Comissão Técnica de Vacinação da Direcção-Geral de Saúde (DGS), que integra, não definiu logo no início que o critério principal da vacinação devia ser o da idade.