O poder político ajoelha-se perante o futebol

A Federação Portuguesa de Futebol tem mais poder do que a Conferência Episcopal.

Assumamo-lo: o que importa aos vários poderes em Portugal é a economia e não a preservação da saúde pública. E, dentro da economia, o poder político ajoelha-se perante a chamada “indústria do futebol. É curioso, aliás, que esta expressão seja assim aplicada num país que quase não tem indústria, mas tem futebol, o próprio e o importado. De facto, a proeminência dada ao futebol diz muito sobre o país.