“Indignados” com sistema, imigrantes pedem ao Governo regularização imediata

Grupo criado por brasileiros pede ao Governo que todos os que têm a sua manifestação de interesse já aprovada pelo SEF sejam regularizados. Organizam protesto no dia 11 de Julho contra sistema aleatório de agendamentos.

Foto
Nuno Ferreira Santos

Muitos não conseguiram médico de família, não podem viajar, nem rever amigos ou familiares, não conseguem tirar ou trocar a carta de condução, têm dificuldades em arrendar casa. Estão “deprimidos”, “ansiosos”, “stressados”, “quebrados”. Mas, dizem, pagam para viver em Portugal, declaram rendimentos às finanças, descontam para a Segurança Social e são “parte da força de trabalho”.