Temos de colmatar o fosso da vacinação

Importa desenvolver uma ação multilateral a nível global para aumentar a produção de vacinas e acelerar a sua administração em todo o mundo.

Até ao final de maio de 2021, só 2,1% dos africanos terão recebido pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19. Temos de colmatar o fosso da vacinação entre as economias desenvolvidas e os países em desenvolvimento, para evitar aquilo que Tedros Ghebreyesus, diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, apelidou de “apartheid de vacinação”. Fazê-lo é moralmente correto e é do interesse de todos.