Itália: a hora dos pós-fascistas

Nem os pós-fascistas de Giorgia Meloni nem a Liga de Salvini estão próximos do poder. Disputam entre si a hegemonia da direita, tendo em vista eleições futuras. Meloni sobe, Salvini desce. Ao mesmo tempo, parecem condenados a serem europeístas.

Matteo Salvini deverá falar amanhã no congresso do Chega, em Coimbra. Foi até há pouco a estrela do populismo e do soberanismo europeus. Mas o seu brilho já não é o de há dois anos. A grande ironia italiana é que Salvini corre o risco de ser ultrapassado pelos pós-fascistas do partido Irmãos de Itália (FdI), de Giorgia Meloni (na foto). A imprensa anglo-saxónica interroga-se até sobre a “Marine Le Pen italiana”.

Sugerir correcção
Ler 4 comentários