Oliveira em sétimo e Quartararo com pole

Piloto português alcança melhor qualificação da temporada para o GP de Itália e parte da terceira linha da grelha de partida

Miguel Oliveira sairá da terceira linha da grelha de partida
Fotogaleria
Miguel Oliveira sairá da terceira linha da grelha de partida LUSA/JOSE SENA GOULAO
miguel-oliveira,motogp,modalidades,motores,desporto,motociclismo,
Fotogaleria
Fabio Quartararo vai partir na frente em Mugello LUSA/CLAUDIO GIOVANNINI
miguel-oliveira,motogp,modalidades,motores,desporto,motociclismo,
Fotogaleria
O jovem Jason Dupasquier sofreu um aparatoso acidente em Moto3 LUSA/CLAUDIO GIOVANNINI

As melhorias introduzidas pela KTM na mota de Miguel Oliveira na última sexta-feira, com a estreia de um novo quadro (chassis), já produziram efeitos ao nível da competitividade. Este sábado, o português alcançou a sua melhor qualificação da temporada com o sétimo tempo para o Grande Prémio (GP) de Itália de MotoGP (SPTV1, 13h), sexta prova do calendário. A pole position foi arrebatada pelo francês Fabio Quartararo, que lidera o Mundial.

Apesar da boa prestação, Oliveira acabou por não superar o seu companheiro de equipa Brad Binder, por escassos dois milésimos de segundo. O sul-africano irá encerrar a segunda linha da grelha de partida, enquanto o piloto de Almada partirá logo atrás.

“Falhar a segunda linha por tão pouco é frustrante”, confessou o português, mesmo assim satisfeito com o comportamento da sua mota e optimista para a corrida. “Um bom resultado seria terminar dentro do top 5”, antecipou, citado pela Agência Lusa, admitindo que as melhorias lhe permitiram mais velocidade de ponta. “A velocidade extra é decisiva para ultrapassar e defender a posição nas rectas.”

Oliveira mostrou-se ainda solidário com o jovem suíço de ascendência portuguesa Jason Dupasquier, vítima de um grave acidente na qualificação de Moto3. “Foi uma queda um pouco assustadora”, referiu, desejando que “corra tudo pelo melhor”.

Bem quente segue a luta pela liderança do campeonato entre a Yamaha de Quartararo e a Ducati de Francesco Bagnaia. Depois do italiano ter dominado os treinos livres, acabou por ser o francês a brilhar na qualificação. Os dois pilotos vão partir da primeira linha, prometendo uma luta intensa numa altura em que estão separados por apenas um ponto na classificação geral.

“Foi o resultado que precisávamos e agora só posso esperar uma boa corrida”, resumiu Quartararo no final da sessão, depois de ter estabelecido um novo recorde no circuito de Mugello, retirando 0,269s ao registo anterior. “Penso que foi a melhor volta que fiz em toda a minha vida.”