Mais de meio milhão de pessoas não respondeu a SMS de agendamento da vacinação

Quase 27% dos dois milhões de SMS enviados ficaram sem resposta. Na semana passada, um terço das pessoas previstas não apareceu nos oito centros de vacinação de Lisboa.

Foto

Dos cerca de dois milhões de SMS (mensagens por telemóvel) para agendamento enviados desde que a campanha de vacinação contra a covid-19 arrancou, há cinco meses, quase 27% ficaram sem resposta até à data. A maior parte das pessoas (71%) respondeu que sim e cerca de 2% reagiu com um não, segundo o último balanço da coordenação do grupo de trabalho (task force) que gere o plano de vacinação. Portanto, mais de meio milhão não reagiu com um sim ou com um não, mas a percentagem de SMS (número 2424) que ficam sem resposta tem vindo a diminuir à medida que vão sendo convocadas pessoas cada vez mais jovens.