O encontro que junta as direitas (mas não os líderes) e agita a esquerda

Convenção do Movimento Europa e Liberdade reúne pela primeira vez os líderes do PSD, CDS, IL e Chega.

Foto
A convenção do Movimento Europa e Liberdade apresenta-se como uma "plataforma de diálogo" entre os partidos LUSA/ANDRÉ KOSTERS

À terceira tentativa, o Movimento Europa e Liberdade (MEL) conseguiu juntar, pela primeira vez, os quatro líderes partidários do espaço não socialista. Mesmo assim o programa da convenção foi feito para que Rui Rio, Francisco Rodrigues dos Santos, João Cotrim Figueiredo e André Ventura não tenham de se cruzar na mesma sala. Com o centro-direita fragmentado e em parte debilitado pelas sondagens, os dois dias de trabalhos, que começam esta terça-feira em Lisboa (presencialmente e online), vão poder mostrar se há pontes de diálogo entre os vários partidos.

Sugerir correcção
Comentar