Concorrência passa a poder ter acesso a telemóveis de suspeitos

Nova lei garante expressamente à Autoridade da Concorrência o acesso a computadores portáteis e telemóveis, ou outros dispositivos móveis, que possam ter provas das infracções em investigação.

Foto
A AdC, Margarida Matos Rosa, deixará de ter como receita o produto das coimas cobradas às empresas Rui Gaudencio

A suspeita da prática de uma infracção vai dar à Autoridade da Concorrência (AdC) a possibilidade de aceder a registos, emails ou qualquer outro tipo de informação ou dado que esteja armazenado em computadores portáteis e telemóveis dos trabalhadores ou gestores de empresas que estejam sob investigação.