Kamala Harris leva à cimeira do G20 o “não” dos EUA a um tratado pandémico

Pfizer-BioNtech prometem mil milhões de doses da vacina da covid-19 aos países mais pobres. União Europeia quer apoiar rede de produção de vacinas em África, financiada com um investimento de mil milhões de dólares.

Foto
“Devemos aproveitar esta oportunidade para nos prepararmos para a próxima crise”, sugeriu a vice-presidente dos EUA-presidente dos EUA LUSA/TING SHEN / POOL

A vice-Presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, despejou alguma água fria sobre a ideia de um tratado para as pandemias, apoiado por vários países europeus – Portugal é um dos proponentes, e o primeiro-ministro António Costa manifestou disponibilidade para participar nessa negociação – e no qual a OMS aposta como uma forma de clarificar e reforçar os seus poderes.

Sugerir correcção
Ler 4 comentários