Na Ria de Aveiro já podemos dormir no “Ninho de Sal”

A Ostraveiro acaba de retomar a actividade após paragem forçada pela pandemia. Depois dos barcos-casa, aposta num “ninho” que imita um monte de sal. Mais uma forma de usufruir da paisagem das antigas marinhas.

hoteis,sal,fugas,aveiro,turismo,ambiente,
Fotogaleria
hoteis,sal,fugas,aveiro,turismo,ambiente,
Fotogaleria
hoteis,sal,fugas,aveiro,turismo,ambiente,
Fotogaleria
hoteis,sal,fugas,aveiro,turismo,ambiente,
Fotogaleria
Serviços de design de interiores
Fotogaleria
Banheiro
Fotogaleria

A ideia surgiu em pleno confinamento, num desses dias atípicos para aqueles que não estão habituados a ficar sem fazer nada. Sandro e Sandra Sousa, responsáveis pela empresa Ostraveiro, decidiram aproveitar a paragem forçada do início deste ano para “criar algo novo”. “Como a imagem dos montes de sal é uma das principais marcas de Aveiro, tivemos a ideia de criar uma experiência diferente a quem nos visita”, explica Sandra.

Nascia, assim, o Ninho do Sal, que já começou a receber os primeiros hóspedes e cujas fotografias já começaram a inundar as redes sociais.

Foto

Na prática, trata-se de uma estrutura de madeira - com o exterior em fibra de vidro -, que recria os montes brancos cada vez mais raros na laguna aveirense. Tudo em plena comunhão e respeito para com a natureza envolvente, assegura a responsável pela Ostraveiro.

São 38 metros quadrados de área, com quarto, casa de banho, cozinha e hall de entrada, devidamente decorados com motivos náuticos e marinhos.

“A cama tem uma cabeceira em forma de concha e os candeeiros são em corda de sisal”, exemplifica Sandra Sousa, destacando, acima de tudo, a vista panorâmica que é possível apreciar a partir do quarto, ali mesmo em plena Marinha Passagem.

Uma antiga marinha de sal - agora dedicada à produção de ostras e de salicórnia - que se estende ao longo de 8 hectares e conta com restaurante e uma zona de lazer (com camas de rede, áreas de esplanada, parque infantil e um bar de madeira plantado em cima da água).

Foto

Esta nova experiência do Ninho do Sal tem o custo de 120 euros por noite, permitindo “relaxar e descontrair à beira das águas da ria de Aveiro”, e vem juntar-se às propostas dos barcos-casa, das degustações gastronómicas e dos passeios de barco.

A empresa acaba de retomar a actividade – reabriu no passado fim-de-semana – e está já a proceder às primeiras reservas.