António Costa visita obra atrasada, mal desenhada e mal explicada

A linha Évora – Elvas foi anunciada como um investimento para mercadorias, mas está preparada para velocidades de 250 km/h e o Governo já admitiu que nela passará o TGV para Madrid.

Foto
LUSA/ARMÉNIO BELO

É uma obra atrasada, mal desenhada e mal explicada. Mas é a maior obra ferroviária dos últimos 100 anos e merece, por isso, a visita do primeiro-ministro, apesar de já ter tido três cerimónias de lançamento em 5 de Março de 2018em 11 de Fevereiro e em Novembro de 2019.

Sugerir correcção
Ler 35 comentários