Marcelo na Guiné: “Somos protagonistas temporários de uma história que nos ultrapassa”

Sissoco Embaló diz que a visita do Presidente português é mais importante do que a de Joe Biden e entregou-lhe a medalha de Amílcar Cabral. Mas foi ao povo guineense que Marcelo agradeceu.

Foto
Marcelo condecorado com a medalha de Amílcar Cabral LUSA/JOSÉ SENA GOULÃO

Marcelo Rebelo de Sousa recebeu a medalha de Amílcar Cabral – “a condecoração das condecorações”, como lhe chamou – das mãos de Sissoco Embaló, mas foi ao povo da Guiné-Bissau que dirigiu os agradecimentos, em nome do povo português. “Ontem, ao chegar aqui, senti que já me estavam a dar a medalha, ainda sem saber que a ia receber”, afirmou, acrescentando que era “uma medalha dada aos portugueses pelo povo guineense” em nome de “uma amizade antiga, sincera e nalguns casos apaixonada”.