Estado paga menos 92 milhões por ano e 20 colégios encerraram

Cinco anos depois do início do corte dos contratos de associação, número de turmas financiadas e montante anual pago pelo Estado caíram a pique e só se estabilizaram no último ano lectivo.

Foto
Há cinco anos, o anúncio dos cortes do Estado aos colégios motivou protestos pelo país Daniel Rocha (arquivo)

Desde que o Governo começou a cortar nos contratos de associação com estabelecimentos de ensino particular e cooperativo, em 2016, encerraram 20 colégios. Por outro lado, nesse ano, o Estado transferia para os colégios 135,56 milhões de euros, para que estes disponibilizassem educação gratuita aos alunos. Hoje, a factura é bem mais leve: são menos 92 milhões de euros por ano. 

Sugerir correcção
Ler 69 comentários