Um não rotundo às teocracias

Deus e o Seu Cristo não precisam de gente pasmada a fazer de contemplativos. Não adianta celebrar o Pentecostes, no próximo Domingo, se não quisermos nascer de novo.

1. Estamos em Maio, o mês de algumas colheitas e laboriosas sementeiras. Já não é com os antigos rituais pagãos que se procura proteger e ajudar a múltipla fecundidade da natureza em festa. É possível que ainda subsistam algumas das suas expressões como, por exemplo, a tradição das maias e da espiga, mas já não exercem grande sedução.