Covid-19: mais 450 casos em novo dia sem mortes. R(t) sobe para 0,95

O R(t) subiu a 0,95 a nível nacional e continental. Casos a 14 dias por 100 mil habitantes desceram ligeiramente para 50,3 a nível nacional. Internamentos voltam a diminuir.

Portugal registou nesta quinta-feira mais 450 casos de infecção pelo vírus SARS-CoV-2. Não se registaram quaisquer mortes, de acordo com o boletim epidemiológico da Direcção-Geral da Saúde (DGS) divulgado na sexta-feira.

Desde o início da pandemia, o número de infectados ascende agora a 841.379. O país soma um total de 16.999 vítimas mortais.

Este é o primeiro dia sem mortes por covid-19 desde 2 de Maio (relatório de dia 3) e o quarto em menos de um mês: a 25 de Abril registou-se o primeiro dia sem vítimas mortais desde 2 de Agosto e desde então verificou-se o mesmo em 29 de Abril, 2 de Maio e nesta quinta-feira.

O relatório refere ainda que há agora 236 pessoas internadas, menos oito que no dia anterior. Em unidades de cuidados intensivos estão agora 72 doentes, mais dois.

Recuperaram da doença mais 324 pessoas, segundo o boletim, elevando o total 802.285. Subtraindo este valor e o registo de mortes ao total de casos identificados, Portugal conta 22.095 casos activos de covid-19, mais 126 que no dia anterior.

Dois em cada três casos reportados na quinta-feira (298 dos 450) foram identificados na região Norte ou de Lisboa e Vale do Tejo (157 e 141, respectivamente). Os outros 152 dividem-se pelas regiões restantes: mais 34 casos na Madeira, 32 no Algarve, 29 no Alentejo, 29 nos Açores e 28 no Centro.

Relativamente aos valores da matriz de risco que guia o desconfinamento, voltaram a registar-se diminuições na incidência, mas o índice de transmissibilidade – correspondente ao número de pessoas que são infectadas por alguém com o vírus activo – subiu para 0,95 a nível nacional (antes era de 0,93) e continental (estava em 0,92).

A incidência a nível nacional é agora de 50,3 casos de infecção por 100 mil habitantes a 14 dias (antes era de 51,0). Se considerarmos só os registos do continente, a incidência é agora de 48,1 (estava em 48,7 na quarta-feira). A matriz de risco é actualizada às segundas, quartas e sextas-feiras.