Taxa de execução do Ferrovia 2020 é de 12,2% em cinco anos

Num relatório da AMT, a Infraestruturas de Portugal admite mais atrasos nos investimentos devido às dificuldades de projectistas e empreiteiros e às autorizações tardias do Ministério das Finanças para poder efectuar despesa.

Foto
LUSA/ARMÉNIO BELO

Um relatório da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT) sobre a execução dos investimentos da ferrovia em Portugal conclui que dos 3,1 mil milhões de euros que se deveriam ter realizado entre 2015 e 2024, só se concretizaram 382 milhões de euros, o que dá uma taxa de execução de apenas 12%. Essa taxa é idêntica, quer se analise apenas os investimentos do Ferrovia 2020 (2,2 mil milhões de euros) ou “outros investimentos (935 milhões de euros).

Sugerir correcção
Ler 2 comentários