PSP queria abrir estádio aos adeptos do Sporting e concentrar festejos em Alvalade

Força de segurança saiu derrotada de uma reunião no MAI, que decorreu na passada sexta-feira, presidida pelo chefe de gabinete do secretário de Estado Adjunto e da Administração Interna

Foto
Nuno Ferreira Santos

A PSP defendeu na passada sexta-feira, numa reunião que ocorreu no Ministério da Administração Interna (MAI), e que foi presidida pelo chefe de gabinete do secretário de Estado Adjunto e da Administração Interna, que o estádio do Sporting deveria ser aberto aos adeptos no final do jogo, concentrando os festejos do título em Alvalade. A posição acabou por sair derrotada, levando o director nacional da PSP a enviar um ofício ao ministro da Administração Interna, alertando-o para os riscos de prosseguir com o plano que fora aprovado.