Há um elefante colonial nos “jardins de porcelana” do Palácio de Cristal

Galeria Municipal do Porto lança programa educativo em volta da Exposição Colonial de 1934. Um desafio para olhar de forma crítica a memória do colonialismo e o modo como ele ainda enforma o nosso tempo.

portugal,porto,mocambique,cabo-verde,india,africa,
Fotogaleria
Programa Ping! é uma iniciativa da Galeria Municipal do Porto DR
portugal,porto,mocambique,cabo-verde,india,africa,
Fotogaleria
A Exposição Colonial de 1934 é o tema principal do programa Renato Cruz Santos
portugal,porto,mocambique,cabo-verde,india,africa,
Fotogaleria
A natureza e a botânica são temas a abordar nas visitas guiadas Renato Cruz Santos
portugal,porto,mocambique,cabo-verde,india,africa,
Fotogaleria
DR
portugal,porto,mocambique,cabo-verde,india,africa,
Fotogaleria
DR

Quase nove décadas depois de ter sido a mascote da Exposição Colonial do Porto, que entre Junho e Setembro de 1934 “animou” o Palácio de Cristal, há de novo um elefante a entrar com algum estardalhaço na “loja de porcelanas” da cultura europeia e ocidental, desta vez com a incumbência de mobilizar um olhar novo, distanciado e crítico, sobre a relação que a cidade e o país (ainda) mantêm com África e com os territórios que fizeram a história do império colonial português.

Sugerir correcção
Comentar