Tiago Guedes é Cavaleiro da Ordem das Artes e das Letras de França

Condecoração, nesta terça-feira, elogia carreira do director do Teatro Municipal do Porto e sua aposta em artistas franceses.

Foto
Nelson Garrido

O coreógrafo, programador e director do Teatro Municipal do Porto Tiago Guedes foi terça-feira condecorado por França, recebendo o título de Cavaleiro da Ordem das Artes e das Letras pelos serviços prestados à cultura e ao intercâmbio entre aquele país e Portugal. A embaixadora de França em Portugal, Florence Mangin, elogiou a “fidelidade sem falhas aos artistas franceses” do programador cultural ao longo do seu percurso profissional.

Tiago Guedes junta-se assim a uma lista de cavaleiros que inclui a vereadora Catarina Vaz Pinto (2016), o comissário João Fernandes (2012), o arquitecto João Carrilho da Graça (2011) ou a cantora Mísia (2004). A Ordem das Artes e das Letras tem três níveis — cavaleiro, oficial e comandante — e foi criada em 1957 para distinguir personalidades com mérito na criação ou actividade no meio artístico ou literário em França ou no mundo. O nível de Cavaleiro desta insígnia é o mais importante.

À frente do Teatro Municipal do Porto desde a sua reabertura, em 2014, Tiago Guedes tem e teve vários laços com as artes do palco francesas e com instituições como o Centre National de la Danse, a Maison de la Danse ou o Centre Pompidou e o Théâtre de La Ville.

Em Lisboa, na cerimónia de atribuição da medalha de Chevalier de L’Ordre des Arts et des Lettres, na designação original, esteve presente a ministra da Cultura, Graça Fonseca.