Com os pés na praia, Vilalara reabre-se ao luxo e ao mar

Ergue-se sobre a praia da Cova Redonda, ou das Gaivotas como também lhe chamam, e há mais de meio século que é sinónimo de luxo no Algarve. Com um dos mais importantes centros de talassoterapia do mundo, volta a receber hóspedes a partir de 13 de Maio.

ferias,spa,fugas,verao,algarve,turismo,
Fotogaleria
ferias,spa,fugas,verao,algarve,turismo,
Fotogaleria
ferias,spa,fugas,verao,algarve,turismo,
Fotogaleria
ferias,spa,fugas,verao,algarve,turismo,
Fotogaleria
,Hotel
Fotogaleria

Enquanto celebra 54 anos como símbolo de um Algarve deluxe, o Vilalara Thalassa Resort não se quer ficar pelos pergaminhos. Agora, com data de reabertura marcada para 13 de Maio, o hotel de Alporchinhos, em Porches de Lagoa, anuncia “novas propostas para usufruir da vida ao ar livre”.

“Um dos mais exclusivos resorts cinco estrelas do Algarve”, como se resume, propõe para a nova temporada o usufruto completo dos seus espaços: é que, nos seus 11 hectares, integra muito espaço de jardins, e, claro, tem a praia da Cova Redonda, ou das Gaivotas, a dois passos.

A nova carta do restaurante B&G foi também desenhada a pensar na Primavera-Verão e nestes dias de desconfinamento com cuidados. Opção: um almoço ou piquenique ao ar livre nos jardins. Aos comandos, o chef Pedro Sequeira.

Foto
DR

Entre as actividades, também clínicas de ténis e de padel, passeios de bicicleta, ou participar nas experiências "co-organizadas com parceiros locais como visitas a adegas e provas de vinhos, hipismo, mergulho, visitas de barco às grutas da região e excursões”.

Desde há muito, a mais-valia do Vilalara, para lá da natureza que o circunda e o luxo que disponibiliza, é o Centro de Talassoterapia, habitualmente nas listas dos melhores do mundo. Este também reabre na quinta-feira, “totalmente preparado”, garantem, “para receber com todas as comodidades e segurança os hóspedes”. Os tratamentos com água, incluindo do mar, já são célebres. O centro de bem-estar do hotel integra ainda o Longevity Medical Spa.

Para outros “tratamentos” zen com águas é seguir para uma das quatro piscinas de água salgada ou a de água doce.

Já a praia, com acesso directo desde o hotel, é considerada “semiprivativa” — no sentido em que o hotel assegura a concessão.

O hotel é composto por 104 suítes júnior, sete suítes e 12 apartamentos, todos banhados a luz natural durante todo o dia — até, em momentos de maior preguiça, se pode deixar apenas ficar pela varanda privada para desfrutar do zen circundante. Segundo informação da unidade hoteleira, a tarifa de referência é a partir de 269€ em quarto duplo com pequeno-almoço.