As novas moedas digitais dos bancos centrais

Os Estados e os bancos centrais não pretendem abdicar do controlo da emissão monetária e dos sistemas de pagamentos, e fazem bem.

António Fatás, num artigo publicado a 3 de Maio de 2021 no site VoxEU.org, argumenta que é questionável que as novas moedas digitais dos bancos centrais, em desenvolvimento –nomeadamente, da China, do BCE, e da Suécia –, possam vir a ter sucesso dado que intrínseco às moedas digitais estão os sistemas de pagamentos nas economias, no presente dominados pelo sector privado.