Uma ideia simples e poderosa: a liberdade

Ayuso percebeu o que a distinguia das esquerdas e da direita populista – e conseguiu defini-lo com clareza, numa ideia simples e poderosa: a liberdade. Para o resto, estão lá os outros.

No confinamento de 2020 li Outline, romance da canadiana Rachel Cusk que pouco antes do fecho das fronteiras tinha comprado na Pasajes, a livraria do número 3 da Calle de Génova em Madrid. A alguns metros de distância, no número 13 da mesma rua, fica a sede do Partido Popular, em frente à qual Isabel Díaz Ayuso fez no domingo passado o seu discurso de vitória nas eleições da comunidade madrilena, após uma campanha fulgurante que teve como slogan uma só palavra: “libertad.