Quem deve pagar esta crise? Um debate com Susana Peralta e José Miguel Júdice

Não temos hoje no país uma classe média, esta foi proletarizada. O “privilégio” em Portugal é não ser miserável.

Susana Peralta deu uma entrevista aqui no PÚBLICO onde defendeu o aumento de impostos para os sectores médios, quem ganha mais de 50 mil euros por ano, argumentando que a crise mostrou um país desigual, não há dinheiro e são precisos apoios sociais. Miguel Júdice, no seu espaço de comentário da SIC (29-9-2020), defendeu a mesma ideia de Susana Peralta. Para ele, uma família que ganha mais de 50 mil euros brutos são, cito, ricos. Mais de 100 mil brutos “milionários” e mais de 250 mil “multimilionários”.