Monarquia zulu enfrenta uma crise de sucessão, com veneno à mistura

A morte da rainha regente abriu feridas antigas e dois membros da família real foram mesmo acusados de terem envenenado Mantfombi Dlamini.

Foto
As esposas do rei Goodwill Zwelithini no seu funeral POOL/Reuters

Com a morte da rainha regente zulu da África do Sul, Mantfombi Dlamini, que tinha sido nomeada líder interina da família real desde que o rei Goodwill Zwelithini falecera em Março, aos 72 anos, uma crise de sucessão e lutas familiares pelo património voltam a agitar a história do povo zulu.