Luís Monteiro, do BE, rejeita acusações de violência doméstica e diz ser a vítima

Em resposta ao PÚBLICO, a ex-namorada do deputado mostra-se pouco surpreendida com o comunicado partilhado por fonte do Bloco de Esquerda, mas reitera a acusação e dá mais detalhes sobre as alegadas agressões, que recuarão a 2015, antes de Luís Monteiro ser eleito pela primeira vez deputado à Assembleia da República.

Foto
Deputado Luís Monteiro nega as acusações da ex-namorada e antiga militante do BE Ana Maia

Luís Monteiro, deputado do Bloco de Esquerda e candidato autárquico à Câmara de Gaia, está a ser acusado de violência doméstica. O caso já terá “alguns anos” e remontará a 2015. A denúncia foi feita pela alegada vítima, Catarina Alves, ao início da noite desta terça-feira, numa rede social. Na publicação, a ex-namorada do deputado identifica o bloquista como o seu agressor e lamenta não o ter denunciado mais cedo, por recear as consequências. Em resposta ao PÚBLICO, Luís Monteiro nega as acusações e lembra que o princípio da presunção da inocência deve ser relevado em prol da vítima (e reclama esse estatuto para si). “É verdade que quase sempre a vítima é uma mulher mas comigo não foi assim”, responde.