Mesmo com os horários mais normalizados, há quatro salas de cinema que ainda não reabriram

Cinemax do BragaShopping, em Braga, CinemaCity da Beloura e os Algarcine de Olhão e Portimão permanecem encerrados, apesar do novo patamar de desconfinamento que se iniciou a 1 de Maio.

Foto
Zoltan Balogh/LUSa

Depois de meses de encerramento, as salas de cinema reabriram a 19 de Abril, mas não todas. Dos cinemas que estavam a funcionar antes do último confinamento, iniciado em Janeiro, cinco não voltaram a abrir portas: são eles o Cinemax, no BragaShopping, de Braga, o CinemaCity da Beloura, e os Algarcine Olhão e Portimão. Alguns dos espaços que não reabriram a 19 de Abril, como o Cinebox, em Castelo Branco, ou o Atlântida-Cine, em Carcavelos, bem como dois CinemaCity, os de Alvalade e Leiria, voltaram entretanto ao activo. E também cineclubes como os de Viseu ou de Amarante já retomaram a actividade.

Contactado pelo PÚBLICO, o Cinemax respondeu, afirmando não ter “previsões para a reabertura”. O CinemaCity, que tinha várias das suas salas já a funcionar desde 19 de Abril, tem reaberto unidades como as de Alvalade e Leiria gradualmente. Já os Algarcine não responderam às várias tentativas de contacto do PÚBLICO. No Facebook do Algarcine Lagos, lia-se na resposta a um comentário datada da semana passada: “Voltaremos ao cinema brevemente”, sem mais pormenores. Entretanto, esta quinta-feira, no próprio dia da reabertura, o Algarcine Lagos anunciou que voltava a abrir portas.

Resta ainda saber o real impacto dos meses de encerramento na longevidade destas salas. O ano de 2020 foi o pior de sempre para a exibição de cinema em Portugalcom quebras de 75,55% de audiência em comparação com 2019. Havia, no final de 2019, 580 salas de cinema no país.

Notícia actualizada às 13h52 de quinta-feira com a reabertura do Algarcine Lagos